Anúncio topo

Você já pediu ajuda hoje?

Dicas

Você já pediu ajuda hoje?

Qual foi a última vez que você pediu ajuda para alguém? Esperamos, fortemente, que tenha sido recentemente. Mas, se por acaso, faz muito tempo que você não grita socorro, sente-se porque precisamos conversar. Sentir-se à vontade para pedir ajuda ao outro – amigos, familiares, companheiro – tem de ser uma condição inerente à maternidade. Mães precisam de rede de apoio.

Mas, afinal, por que nós relutamos em levantar os braços e dizer que não estamos dando conta? Várias são as razões.

Comecemos pelo contexto histórico. Há muitos anos mulheres cumprem o papel que a elas foi consagrado de cuidar da casa e dos filhos. A separação de funções antigamente era muito mais estanque: homens provêm, mulheres cuidam. Como no piloto automático, seguimos essa narrativa.

Com o passar dos anos, a mulher conquistou o mercado de trabalho, mas o âmbito doméstico pouco mudou. Ela acumulou ainda mais funções, acarretando uma sobrecarga enorme. Mas seguiu achando que isso fazia parte do papel que deveria cumprir na sociedade. Chegou ao cansaço extremo, mas sem muita reflexão.

Junta-se ao cenário histórico-cultural, uma relação tumultuada da mulher com a autoimagem. Pedir ajuda seria um reconhecimento de não estar dando conta, isso, por sua vez, passaria o atestado de “fracassei como mãe”.

“As mães temem a interpretação que pode ser dada à sua fala sobre cansaço e divisão desigual de tarefas. Acham que a compreensão pode ser de que não gostam do filho, de que não são boas mães. O medo do julgamento inibe as mulheres de falarem a respeito do assunto com quem está ao seu redor”, afirma a psiquiatra Juliana Cavalsan.

Equilibrar todos os pratinhos da vida moderna é uma condição estressante para qualquer uma de nós. Manejar esse estresse é a grande sabedoria. Para dar o primeiro passo, precisamos saber que acionar o botão da ajuda é eficaz para sua saúde física e emocional. Quando cuidamos da gente, conseguimos cuidar do outro.


Tags: , , , , ,
Fatigatis

Fatigatis

Comentários


Posts relacionados

Móveis e objetos artesanais feitos para as crianças crescerem de forma livre e com segurança!

Hoje quero apresentar uma marca muito especial – sei que eu devo falar isso sempre por aqui e você deve…

Leia mais

100 dias, 10 aprendizados!

No dia 26 de junho, completamos 100 dias de confinamento por aqui. Durante todo esse período, passamos por várias fases:…

Leia mais

Quartinho das gêmeas Catherine e Helena com tema de cerejas

Seja bem-vinda ao quarto das gêmeas Catherine e Helena, filhas da Bianca Faiwichow, dona da Coisas da Doris. Conheça e…

Leia mais

Facebook

Pinterest

2478MamãeAchei! - © 2016 - Direitos Reservados