Anúncio topo

Como aliviar a carga mental: Rede de Apoio

Dicas

Como aliviar a carga mental: Rede de Apoio

Estresse não se elimina. Esse foi um grande aprendizado que tivemos durante nossas pesquisas sobre carga mental, que incluiu leituras e conversas com especialistas. Não poderíamos criar uma plataforma que prometesse ajudar as mulheres a viverem sem cansaço. Seria ilusório, irreal, irresponsável. Por isso decidimos que a assinatura do Fatigatis seria: um olhar sobre o estresse materno. Nosso objetivo é compartilhar idéias de como lidar com a sobrecarga.

Dito isso, temos de arregaçar as mangas. Não é tarefa fácil driblar as demandas, imprevistos e responsabilidades, tampouco acomodar todas as nossas necessidades junto com as de quem nos cerca.

Não é simples optar pelo feito ao invés do perfeito, dizer não eventualmente, parar para respirar, avaliar o que está funcionando e o que não está. Mas ficar no mood reclamação também não é uma opção para quem de fato quer promover transformações. Portanto, vamos escrever aqui neste espaço nos próximos meses sobre caminhos que podem ajudar a manejar a carga mental e a exaustão. Nesse texto falamos da importância de ter e ser rede de apoio.

CRIAÇÃO DE REDE DE APOIO

Uma rede de apoio é composta por aquelas pessoas que vão te ajudar a manejar as demandas diárias. Elas podem buscar a criança na escola porque você está no trânsito ou levar na natação para que você se dedique a algum projeto (não nomearia se pessoal ou profissional, aí cada um se identifica à sua maneira) ou te substituir para que você possa se divertir em uma festa, ir no cinema.

Em um primeiro momento, quando falamos em rede pensamos em membros da família ou em profissionais que cuidam de crianças. Mas podemos e devemos ampliar esse olhar. Além da sogra, da mãe e do irmão, quem você pode contar para construir essa “turma do bem”?

Muitas vezes a rede funciona melhor com pessoas que moram perto: grupo da academia, do prédio, da igreja, da escola. E a idéia é que essa construção seja ativa Ou seja, que você tome a frente e crie esse exército da salvação particular. Não dá para ficar esperando sentada essa rede ser tecida.

Vai na escola, pede o telefone das pessoas que moram perto, combine caronas a pé ou de carro… Crie uma roda de conversa no salão da igreja e convide mães do bairro para se conhecerem. Distribua um cartão do condomínio e marque um café com as mães para verem como podem se ajudar mutuamente. Procure sua rede, mas seja você também, a rede de alguém.

O alcance da rede de apoio pode ir além de necessidades individuais e atingir o coletivo. Nesta “categoria”, podemos citar dois exemplos: Carona a Pé e Cajuína.

O Carona a pé reúne grupos de crianças de um mesmo bairro que vão a pé para a escola acompanhados por alguns adultos. Além de ajudar uma mãe que esteja sobrecarregada, a iniciativa também contribui com a conexão entre as crianças e com a cidade.

O Cajuína fomenta a comunidade a incluir mães em eventos científicos. A idéia é que mães que queiram levar seus filhos em algum evento mandem um email para o Cajuína para que eles pleiteiem junto a organização a estrutura para crianças, para que as mães não se distanciem da comunidade científica por causa da maternidade.

Você tem uma rede de apoio? É apoio para alguém? Conta pra gente!

 


Tags: , , , ,
Fatigatis

Fatigatis

Comentários


Posts relacionados

Mundo da imaginação!

Aline Andrade criou a Coelho na Lua para que as crianças possam brincar e aprender com peças educativas e fofas!…

Leia mais

Bolsas e malas que vão fazer parte dos melhores momentos da sua família!

As bolsas e acessórios da Petit 4 You acompanham os momentos mais felizes da vida de uma criança! Se você…

Leia mais
capa-externa-materia-mimah

Coloridas, divertidas e cheia de amor, assim são as roupas da Mimáh!

De um desejo de que as crianças possam se vestir como crianças, nasceu a Mimáh, uma marca de roupas infantis…

Leia mais

Facebook

Pinterest

2478MamãeAchei! - © 2016 - Direitos Reservados